Modelos mentais

por Wesley Cavalheiro

Paulo, o apóstolo cristão, escreveu em uma de suas cartas “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente…” (carta à igreja em Roma, cap. 12.1). Durante muitos anos interpretei este conselho apostólico de uma maneira estritamente religiosa, baseada, principalmente, nos conceitos de certo / errado. Hoje vejo o quanto estive enganado. O conselho nada tem de religioso. É verdade que o texto continua (“… para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”). Mesmo assim ainda afirmo que seu foco não é religioso. Trata-se de um conselho sábio, voltado para o bem viver. Um viver equilibrado, harmônico, produtivo e próspero. Creio firmemente que, se seguido, trará dias auspiciosos a quem o observar, independente do credo. Trata-se de um princípio universal, aplicável no âmbito pessoal, familiar, social, profissional e em qualquer outra área.

Ao longo da nossa existência, modelos vão sendo formados em nossa alma condicionando a maneira como interpretamos os fatos, como sentimos as circunstâncias, como fazemos escolhas, como tomamos decisões. São modelos que nos protegem, nos resguardam. Que algumas vezes nos livram de riscos, e outras dão vazão a impulsos inconsequentes.

Ocorre que, se ficamos em uma zona de proteção, por outro lado, suas edificações nos limitam as possibilidades de expandir fronteiras emocionais, do conhecimento, das conquistas e das realizações. A zona de conforto, além de limitar, atrofia as qualidades mais intrínsecas ao ser humano: as espirituais, que nos dão fôlego de vida.

Jesus, no início de sua carreira falou “Felizes os puros de coração porque verão a Deus” (Mateus 5.8). A hermenêutica tradicionalista nos induz a pensar a expressão “puros de coração” de uma forma estritamente moral, associando-a à ausência de vícios e comportamentos imorais (seja o que for que isto quer dizer!). Tenho aprendido a lê-la de uma maneira diferente. “Puros de coração” não está relacionada à moralidade. “Puros de coração” está relacionada à contaminação ou mistura, em suma, ao que mantemos em nossa alma. Tomo como exemplo meu escritório. Não está sujo, mas não posso dizer que esteja funcional. Livros, caixas, papéis e outras tantas quinquilharias foram se amontoando ao longo do tempo, de tal forma, que hoje me impedem de, literalmente, me mover livremente ou encontrar o que preciso. Pior de tudo: não consigo acolher as pessoas. Minhas quinquilharias ocupam todo o espaço. Chegou a tal ponto que não consigo limpar e arrumar sozinho. Necessito de auxílio.

Assim também é a nossa mente (e coração, uma vez que estão íntima e diretamente relacionados). Vamos juntando tantas coisas que, sem nos darmos conta, nos acostumamos com o amontoado de utilidades e inutilidades e, inclusive, com as limitações que nos impõem. Sua consequência maior é nos impedir de ver o Criador, ou seja, de desfrutar a vida em todo seu esplendor e majestade; de desfrutá-la de uma forma ímpar, como só a percepção da presença do divino pode proporcionar.

Renovar a mente é desconstruir os modelos e adotar o modelo do “sem modelo”, ou seja, não colocar nada no lugar, deixando a mente livre para se mover, acolher, explorar, escolher… Há perigos? Não há dúvida de que há. É algo muito arriscado. Mas, por outro lado, sem isso, não se pode ultrapassar as fronteiras da mesmice e do lugar comum!

Obs.: o mundo corporativo criou a metodologia 5S que se propõe a organizar o espaço de trabalho. Mas a sociedade contemporânea, incluindo sua vertente corporativa, precisa muito mais do que arrumar espaços físicos: precisa rearranjar mentes e corações.

Medite: 1) Quais os modelos mentais, as crenças, que te moldaram até hoje? 2) Como você reage às mudanças de “jeito de pensar”? 3) Qual(is) modelo(s) mental(is) você está disposto a mudar para experimentar novas fronteiras?

Palavras de sabedoria: Renovar a mente é desconstruir os modelos e deixar a mente livre para se mover, acolher, explorar, escolher….

Sabedoria da Palavra: Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente…. (Bíblia, NVI, Romanos 12.1)

Viva compaixão

Wesley W. Cavalheiro é Coach Pessoal, Profissional, Executivo, e Corporativo, com Certificação Internacional pelo GCC – Global Coaching Community (Alemanha), ECA – European Coaching Association (Alemanha/ Brasil), ICI – International Association of Coaching Institutes, e Metaforum Internacional – Akademie Für Kompetenzentwicklung (Itália/Alemanha/Brasil). Contatos: <Lumen4You.net>

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s