Mojo – como medir?

por Wesley Cavalheiro

Nós temos duas formas de Mojo em nossas vidas: profissional e pessoal. O Mojo profissional é medido por cinco qualidades que empregamos em nossas atividades: motivação, conhecimento, habilidade, confiança e autenticidade. Já o Mojo pessoal é medido por cinco benefícios que recebemos da atividade após tê-la efetuado de modo satisfatório: felicidade, recompensa, significado, aprendizado e gratidão.

Meça o nível do seu Mojo. Dê uma nota de 1 a 10 a si mesmo em cada um dos seguintes tópicos para uma determinada atividade, seja ela profissional, pessoal, familiar, ou de voluntariado.

  1. Motivação. Você quer fazer um grande trabalho nesta atividade? (se você está somente “levando com a barriga” quando se engaja na atividade, sua nota será baixa)
  2. Conhecimento. Você entende o que fazer e como fazer o trabalho? (se você não está certo de quais são os processos ou prioridades sua nota deve ser baixa)
  3. Habilidade. Você tem as qualificações necessárias para fazer o trabalho? (se esta atividade não vai ao encontro de seus talentos ou competências, sua nota deve ser baixa)
  4. Confiança. Você tem confiança em si mesmo quando desempenha esta atividade? (se você se sente incerto ou inseguro sua nota deve ser baixa)
  5. Autenticidade. Você é genuíno em seu nível de entusiasmo nesta atividade? (se você está fingindo ou sendo não sincero, sua nota deve ser baixa)
  6. Alegria. Se engajar nesta atividade o(a) faz feliz? (se a atividade não é estimulante, cria miséria, ou não é prazerosa, sua nota deve ser baixa)
  7. Recompensa. Esta atividade provê recompensas materiais ou emocionais que lhe são importantes? (se a atividade é recompensadora ou se a recompensa não lhe é relevante, sua nota deve ser baixa)
  8. Significado. Os resultados desta atividade são significativos para você? (se você não sente um senso de preenchimento ou que não está contribuindo para um bem maior, então sua nota deve ser baixa)
  9. Aprendizado. Esta atividade te ajuda a aprender e crescer? (se você sente que você está simplesmente “carregando pedra” e não aprendendo, sua nota deve ser baixa)
  10. Gratidão. Acima de tudo, você sente gratidão por estar sendo capaz de fazer esta atividade e crê que é um precioso uso do seu tempo? (se parece que é um pobre uso do tempo ou que lamenta fazê-la, sua nota deve ser baixa)

Após cada evento ou projeto durante o dia – seja qual for a duração, cinco minutos ao telefone, duas horas de almoço, meia hora de resposta a e-mails, o final de uma longa viagem – avalie sua pontuação em cada um dos dez tópicos. Faça durante todo o dia. Some as avaliações, divida pelo número de atividades e veja a média de mojo para todo um dia.

Feito isto por alguns dias, os padrões serão revelados. Veremos áreas de mojo forte e áreas de fraqueza. Também descobriremos atividades recorrentes que nos dão mais satisfação. Também veremos que exercemos mais de um papel durante o dia (e ao longo de nossas vidas): somos pais, ao mesmo tempo empregados, ao mesmo tempo filhos, alunos, voluntários, chefes, subordinados, colegas, amigos, etc.

Muitas pessoas se engajam em sérios e importantes papéis que vão além das fronteiras do trabalho. Por vezes, o mojo destas atividades são mais importante do que os do trabalho.

Meça o Mojo atual de sua vida. Acompanhe e avalie durante uma semana todas as suas atividades. Você verá que poderá aprender muito acerca de si mesm@. Aprendemos onde necessitamos despender mais tempo e onde devemos buscar outras pessoas para nos apoiar. Aprendemos onde devemos ajustar nossa atitude nas situações onde temos que fazer algo que normalmente não nos dá muito prazer. Você verá que não é muito diferente da maioria das pessoas. Os dias de qualquer pessoa requerem diferentes qualificações e produzem diferentes níveis de mojo. Este é o motivo pelo qual o primeiro passo para estabelecer ou restabelecer o mojo é um teste para determinar o que você dá a cada atividade do dia e o que esta atividade lhe dá em retorno. Uma vez feito, talvez você seja forçado a parar e perguntar a si mesm@ “é isto mesmo que deve estar fazendo?”.

Peter Drucker disse que “Metade dos lideres que tenho encontrado não precisam aprender o que fazer. Eles precisam aprender o que parar.”

A única pessoa que pode definir significado e prazer para você é você!

Caso você queira receber gratuitamente uma planilha para dimensionar e monitorar seu MOJO, entre em contato preenchendo este formulário 

Precisa de apoio para avaliar seu mojo? Teremos prazer em apoia-l@. Contate-nos!

Mais sobre MOJO

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s