Significado e espiritualidade

espiritualidadepor Wesley W. Cavalheiro

Não sou teólogo, tampouco filósofo ou psicólogo. Daí, a minha abordagem sobre o tema é tão somente a de um ser em busca de si mesmo e de sua natureza. Quanto mais me embrenho nesta busca, mais forte fica minha convicção de que a ‘espiritualidade’ é o que nos caracteriza , em última instância, como seres humanos. É ela que nos diferencia, por fim, das demais espécies. Todo ser humano é, por definição, um ser espiritual. A questão é para onde essa espiritualidade está direcionada. Há um rumo que leva a nos identificarmos mais proximamente com a divindade. Há outra direção que nos leva a sermos seres bestializados. Entre esses dois caminhos há uma gama infinita de possibilidades. Penso que a espiritualidade esteja dimensionada por três componentes: o significado, a consciência e as escolhas.

Para Viktor Frankl[1], muitas neuroses da época moderna dizem respeito não à esfera psíquica, mas à “noógena”(=espiritual). Na base da vida psíquica existe a vontade de significado, quer dizer, o desejo de fazer parte de algo, de fazer de cada momento uma experiências significativas. A frustração nessa área determina as neuroses noógenas. Para Frankl, a motivação básica do comportamento de um indivíduo é a busca por um sentido para a sua vida, não um sentido para a vida em termos gerais, mas um sentido pessoal para a vida de cada indivíduo, que pode ser escolhido ou mesmo criado. Para isso, é preciso responder à pergunta: “O que existe no mundo que só eu e mais ninguém pode fazer?” Esta pergunta se aplica a toda e qualquer área da nossa vida, seja pessoal, relacional, profissional, etc.

Billy Graham[2], discursando no fórum TED[3] (Technology, Entertainment and Design) em 1998[4], falava sobre três grandes problemas da humanidade que a ciência e a tecnologia não conseguiram resolver: o fim da maldade, o fim do sofrimento e o fim da morte.

É quando damos sentido à nossa existência e resposta às questões do mal, do sofrimento e da morte que determinamos a qualidade e a intensidade de nossa espiritualidade. Não se trata daquilo que pensamos ou filosofamos ou discorremos a respeito destes pontos, mas de como os vivenciamos. E isso não depende de cultura ou educação ou religião, mas sim da habilidade em transcender os limites das dimensões do tempo e do espaço.

Em relação a esta habilidade, encontro em Jesus uma singularidade: dentro das limitações da forma humana viveu neste mundo transcendendo seus limites físicos e temporais.

Vim do Pai e entrei no mundo; todavia, deixo o mundo e vou para o Pai[5]. “Agora, está angustiada a minha alma, e que direi eu? Pai, salva-me desta hora? Mas precisamente com este propósito vim para esta hora[6]. “eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância[7]. “Meu reino não é deste mundo[8]. “Dou a minha vida[9]. Estas são algumas das citações de Jesus que expressam sua essência e sua existência. Jesus abriu, e abre-nos, caminho para uma alternativa de vida de espiritualidade plena.

A experiência de transcendência de Paulo, o apóstolo que dá continuidade à Jesus, segue no mesmo sentido: “ao que me separou antes de eu nascer e me chamou pela sua graça, aprouve revelar seu Filho em mim, para que eu o pregasse entre os gentios[10]; “Mas o Senhor lhe disse: Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel; pois eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome[11]. Jesus mostra para Paulo, e para nós, a questão do sentido da existência e de uma vivência transcendente quanto ao mal, o sofrimento e à morte.

Segundo Ed René Kivitz[12], a espiritualidade [cristã] é o resultado do relacionamento pessoal com Deus, que implica a manifestação do Seu poder, amor e justiça em todas as dimensões da vida. Este relacionamento pessoal do qual Kivitz fala é da mesma qualidade e intensidade que o de Jesus, por meio do qual transcendemos nosso significado existencial.

Considere: 1) Qual(is) o(s) significado(s) – missão, propósito – da sua vida?; 2) Quais respostas – vivenciais – você dá ao mal, ao sofrimento e à morte? 3) Como você identifica em Jesus uma alternativa para transcender as dimensões de tempo e espaço da existência nesta vida?

Palavras de sabedoria: “a espiritualidade [cristã] é o resultado do relacionamento pessoal com Deus, que implica a manifestação do Seu poder, amor e justiça em todas as dimensões da vida

Sabedoria da palavra: eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. (Bíblia, RA, João 10.10).

wesley-caricat1Viva comPara onde você está indo?paixão

Wesley W. Cavalheiro é Coach Pessoal, Profissional, Executivo, e Corporativo, com Certificação Internacional e Treinador Comportamental formado pelo Instituto de Formação de Treinadores (https://lumen4you.net/agenda/ift/). Contato: <www.Lumen4You.net/contato>


[3]http://pt.wikipedia.org/wiki/TED_(confer%C3%AAncia)
[5] Bíblia, RA, João 16:28
[6] Bíblia, RA, João 12:27
[7] Bíblia, RA, João 10.10
[8] Bíblia, RA, João 18.36
[9] Bíblia, RA, João 10.15
[10] Bíblia, RA, Gálatas 1.15,16
[11] Bíblia, RA, Atos 9.15,16

Um comentário sobre “Significado e espiritualidade

  1. Espiritualidade está muito longe do que uma grande parte das pessoas tem pensado. Primeiro que não significa apenas ter fé, mas para onde sua fé está direcionada e somente quando direcionamos de maneira correta entendemos QUEM SOMOS, O PORQUE DE NOSSA EXISTÊNCIA. Isto é parte de pessoas convictas que tem definições e determinações na vida “bem definidas e claras”, que entende que a vida com Deus está no viver conforme a sua vontade. Parabéns… recomendando aos meus amigos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s