A mais perecível das commodities

ampulhetapor Wesley Cavalheiro

Commodity é, por definição, uma mercadoria para a qual existe procura e que não se diferencia entre diferentes fornecedores ou marcas, sendo trocável por outra igual, independente de quem a produz como, por exemplo, o petróleo, o papel, o leite, o cobre, os imóveis, entre outros.

Entre todas as commodities existentes há uma que não é negociada nas bolsas de valores, mas que talvez seja, de longe, a mais valiosa e perecível de todas: o tempo. Embora não seja elemento de comercialização, é amplamente utilizado no escambo. Embora seja empregado em todas as atividades humanas, seu produto maior é a emoção: ao fazer qualquer atividade que seja despendemos tempo, por prazer, por medo, por uma alegria, por uma tristeza, por um amor.

O tempo é negociado constantemente e seu preço sobe e desce conforme o grau de pressão dos valores de seus proprietários. O conflito de valores eleva o preço da “commodity tempo” ao máximo.

Quando adicionamos à questão o ambiente e as circunstâncias do mundo contemporâneo com sua multiplicidade de atenções, obrigações e distrações, a administração do tempo se torna bastante complexa e quase que inglória.

De todas as dicas e conselhos existentes quanto à administração do tempo, as fornecidas por Steven Covey são as que mais me são relevantes. Sumariamente, Covey diz que a distribuição do nosso tempo deve se dar de acordo com os papéis que exercemos na sociedade. Somos simultaneamente cônjuges, trabalhadores, pais, filhos, amigos, colegas, patrões, professores, alunos… Deste modo, devemos dividir o tempo de acordo com a demanda de cada papel. Entretanto, talvez aí ainda esteja um ponto crítico posto que a identificação da demanda depende do propósito estabelecido em cada papel. Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu, disse o sábio (Bíblia, RA, Eclesiastes 3:1). Propósitos definidos inapropriadamente ou em conflitos causam transtornos, desconfortos e perdas no dia a dia. Para defini-los apropriadamente é necessário sensibilidade aguçada e valores solidamente estabelecidos. Coisas que, curiosamente, não podem ser ensinadas, somente aprendidas, posto que as escolhas entre o que se perde e o que se ganha, entre dor e prazer, são de foro íntimo, estritamente individuais e únicas.

Assim, o lucro na bolsa de valores da “commodity tempo” será maior ou menor conforme estejam desenvolvidos a sensibilidade, os valores, os papéis pessoais e os propósitos nestes papéis.

Medite: 1) Quais os papéis sociais que você desempenha? 2) Como você define os propósitos em cada papel, suas perdas e seus ganhos? 3) Quais são seus valores?

Palavras de sabedoria: “o lucro na bolsa de valores da ‘commodity tempo’ será maior ou menor conforme estejam desenvolvidos a sensibilidade, os valores, os papéis pessoais e os propósitos nestes papéis.”

Sabedoria da palavra: Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu (Bíblia, RA, Eclesiastes 3:1)

 

wesley-caricat1Viva comPara onde você está indo?paixão

Wesley W. Cavalheiro é Coach Pessoal, Profissional, Executivo, e Corporativo, com Certificação Internacional e Treinador Comportamental formado pelo Instituto de Formação de Treinadores (https://lumen4you.net/agenda/ift/). ‘Seguir’ e contatos: <www.Lumen4You.net/contato>

 

 

 

Um comentário sobre “A mais perecível das commodities

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s