Eneagrama – Tipo Seis: A necessidade de segurança

EneaSimbol1Tipo Seis: A necessidade de segurança    

por Richard Rohr

O Seis redimido sabe como combinar o apego a tradições com a prontidão de tomar novos caminhos.

O Seis é o ponto de tensão central da tríade da razão. Sua alma infantil foi o Nove; seu conhecimento primal foi a verdadeira e perfeita presença. Mas de alguma forma o mundo se tornou um lugar assustador para o Seis. Ele já teve uma imagem de um mundo totalmente reconciliada e pacífica, um universo benevolente; mas em vez de confiá-lo ao Eterno, ele tenta fabricar a realidade por meio de leis, autoridade, e estruturas sólidas. O pecado raiz do Seis é o medo, uma espécie de ansiedade primal. Sua principal necessidade é de segurança.

O mundo atual em constante mudança parece estar produzindo mais e mais pessoas do Tipo Seis, como evidenciado pelo crescimento do fundamentalismo nas três religiões monoteístas. Crescendo em um mundo onde tudo está em fluxo e há pouca estabilidade, a psique precisa de algo sólido, autoritário, certo e claro. Associar-se a grupos “infalíveis”, ou fundamentalistas, pode dar ao Seis a ilusão de EneaSimbol2segurança.

Existem dois tipos de Seis: fóbicos e contra fóbicos. A maioria dos Seis é fóbica. Para superar o medo, esse Seis se alinha com um líder forte, uma instituição ou o governo. Ele precisa de uma autoridade externa para protegê-lo e dizer-lhe o que fazer, porque ele constantemente duvida de si mesmo. O Seis fóbico é naturalmente humilde, ensinável, confiável e leal. Uma vez que ele decida confiar em você, você tem um amigo para a vida, mesmo quando os outros se voltam contra você. O Seis fóbico é, por natureza, cuidadoso, hesitante e desconfiado. Ele tem dificuldade em confiar em seu “instinto”. Ele sente perigo continuamente. Em seu nível menos saudável, ele é vítima de paranoia. Cada nova situação é tão ameaçadora para ele que a memória das vitórias anteriores é inútil.

O Seis contra fóbico é um tipo completamente diferente. Ele pode procurar situações de risco porque prefere tomar o touro pelos chifres a continuar torturando a si mesmos com suas ansiedades. Ele disfarça o medo, que é a real força motriz de suas ações, e o compensa com um comportamento forte, arriscado e temerário. O Seis contra fóbico é um clássico “bode expiatório”. Para controlar a sua constante ansiedade, ele concentra o perigo e o mal em uma determinada raça, nação, religião ou gênero.

O Seis fóbico também é propenso ser “bode expiatório” porque seu mecanismo de defesa primário é a projeção. O pessimismo e desconfiança que ele abriga contra si mesmo o leva a imaginar a presença de suas próprias motivações negativas nos outros também; assim, eles projetam hostilidade, ódio e pensamentos negativos sobre outras pessoas. Ao invés de enfrentar sua própria escuridão, ele a vê, ataca e a mata “lá fora” (nos outros). Os ensinamentos do Eneagrama poderiam ter profundas implicações políticas se pudessem expor o poder demoníaco do medo (e dos pecados raiz de todos os outros Tipos bem).

A experiência de conversão mais rápida para o Seis é uma autêntica experiência com Deus (na verdade, o mesmo ocorre para todos os nove tipos do Eneagrama). A experiência do amor incondicional é a única coisa que, no longo prazo, pode ser mais forte do que o medo: “Não há temor no amor, mas o perfeito amor lança fora o medo “(1 João 4:18). Talvez a tragédia que o Seis tenha temido possa ter sido apenas o que ele precisa – de que ele caia nas mãos do Deus vivo e saiba de modo muito prático que Deus está sempre segurando-o, acreditando nele, e amando-o partir de dentro!

Agora o Seis pode passar de depender de uma autoridade exterior para o conhecimento e a confiança em sua autoridade interna. Move-se da necessidade de certeza e de respostas para a fé, o que exige não saber e não estar certo, sendo capaz de manter uma certa ansiedade e ambiguidade. Ele retorna para o fundamento de seu Ser e de seu conhecimento primal: Já está tudo bem! “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Romanos 8:31). Assim, a virtude dos Seis é a coragem. O Seis redimido sabe como combinar o apego a tradições com a prontidão de tomar novos caminhos.

 

Adaptado de “The Enneagram: A Christian Perspective”, págs. 46-47, 131-138, 141, 143, e de “The Enneagram: The Discerniment of Spirits” (DVD e CD)

Portal para o Silêncio: “ Eu quero ver tudo – meu pecado e meu dom”.

Outras matérias relacionadas bem como acesso à descrição dos outros Tipos:

Eneagrama: um panorama (1) segue

EnneaLumen segue

Qual o seu Tipo de Personalidade do Eneagrama segue 

Tipo um: a necessidade de ser perfeito segue 

Tipo dois: A necessidade de ser necessário  segue

Tipo Três: A necessidade do sucesso  segue

Tipo Quatro: A necessidade de ser especial  segue 

Tipo Cinco: A necessidade de compreender  segue 

Tipo Seis: A necessidade de segurança  segue 

Tipo Sete: A necessidade de evitar a dor  segue 

Tipo Oito: a necessidade de ser contra  segue 

Tipo Nove: a necessidade de evitar  segue 

 

Um comentário sobre “Eneagrama – Tipo Seis: A necessidade de segurança

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s