Liderança e Tipo de Personalidade

equipepor Wesley Cavalheiro

Um dos assuntos sobre os quais mais pesquiso e leio é liderança. As abordagens que tenho encontrado são, em sua grande maioria, sobre estilos de liderança e comportamentos desejáveis dos líderes. Até hoje ainda não li ou vi algo que relacione liderança e tipo de personalidade; sobre como o “jeito de cada um” pode marcar um estilo de liderança peculiar. Essas abordagens promovem modelos engessados nos quais toda e qualquer pessoa tem que “se enquadrar”, independente do “seu jeito”.

Meus estudos recentes do assunto me abriram novas perspectivas, parcialmente aqui compartilhadas. A partir de nove arquétipos de Tipos de Personalidade, cada pessoa, dependendo do grau de identificação com cada arquétipo, tenderá a comportamentos específicos de liderança.

O Tipo Desafiador – busca a verdade, gosta de manter as situações sob controle, quer fazer acontecer as coisas importantes e tenta esconder a sua vulnerabilidade. Lidera crendo que a função do líder é fazer a organização progredir por meio de uma liderança decidida, de colocar pessoas confiáveis e capazes nas funções certas e de dar autonomia às pessoas competentes. Lidera sendo direto; altamente estratégico; supera obstáculos; é dinâmico e protetor. Leva os projetos adiante; apoia o sucesso dos outros; é autoconfiante e competente. Por outro lado, tem a tendência a ser excessivamente controlador e exigente; é impaciente; enerva-se ao lidar com as pessoas mais lentas; despreza a fraqueza; espera demais de si mesmo e dos outros; sente-se usado quando o desempenho dos outros não corresponde às expectativas.

O Tipo Pacificador – busca a paz, harmonia e respeito mútuo; não gosta de conflito, tensão e má vontade. Age crendo que a função do líder é ajudar a realizar a missão coletiva, criando um ambiente de trabalho claramente estruturado e harmonioso. Lidera sendo diplomático, afável e coerente; é inclusivo e cooperativo; desenvolve relações duradouras; é paciente; apoia os outros e assimila a visão mais ampla por meio de detalhes operacionais. Por outro lado, tem a tendência a evitar conflitos; não diz o que pensa; esquece prioridades; é procrastinador; indeciso; inseguro; tem pouca energia e é passivo-agressivo quando sob pressão.

O Tipo Reformista – empenha-se em buscar um mundo perfeito e trabalha diligentemente para aperfeiçoar-se e aperfeiçoar tudo a sua volta. Age crendo que a função de um líder é estabelecer metas claras e incentivar os outros para que alcancem a qualidade máxima. Ele lidera pelo exemplo; é focado na qualidade; busca a perfeição; é extremamente organizado, coerente, perceptivo, honesto e prático. Por outro lado, tem a tendência a ser reativo; excessivamente crítico; defensivo quando criticado; exageradamente focado em detalhes; controlador; teimoso e impaciente – chegando a expressar raiva de modo inconsciente.

O Tipo Ajudante – quer agradar a todos, tenta satisfazer as necessidades alheias e procura manipular as pessoas e acontecimentos da vida. Age crendo que a função do líder consiste em saber avaliar os pontos fortes e fracos dos membros da equipe, além de motivá-los e facilitar-lhes a realização das metas organizacionais. Lidera desenvolvendo excelentes relacionamentos; é empático, prestativo, generoso, otimista e adorável; é responsável e trabalhador; percebe as necessidades dos outros e é capaz de motivá-los. Por outro lado, tem a tendência a se enfurecer quando os outros são mal tratados; tem dificuldade para dizer não; fica com raiva quando não é reconhecido; desconhece as próprias necessidades; dá ênfase exagerada nas relações pessoais; é indireto; exagera na preocupação com as pessoas; desconhece que dá para receber algo em troca.

O Tipo Realizador – organiza a sua vida de modo a alcançar metas específicas e de parecer bem-sucedido para angariar o respeito e admiração dos outros. Age crendo que a função do líder é criar um ambiente propício para a obtenção de resultados, porque as pessoas conhecem as metas e a estrutura da organização. Lidera expressando uma orientação para o sucesso; tem “alto astral”; é capaz de perceber o que as pessoas estão querendo; supera problemas; é otimista; é empreendedor; transpira confiança; e é altamente focado na obtenção de resultados. Por outro lado, tem a tendência a ser extremamente competitivo; nem sempre é acessível; pode ser abrupto ou precipitado; esconde os sentimentos mais profundos; sem limites para o desgaste de energia; impaciente com os sentimentos dos outros; é muito preocupado com a sua imagem; tem tempo restrito para o relacionamento pessoal.

O Tipo Individualista – deseja ter um contato profundo tanto com o seu mundo interior quanto com o de outras pessoas e se sente mais vivo quando expressa com autenticidade os próprios sentimentos e experiências. Age crendo que a função do líder é criar organizações que deem sentido e propósito às pessoas para que elas se motivem a realizar um trabalho excelente. Lidera sendo uma pessoa inspiradora, criativa; é introspectivo, expressivo, intuitivo, compassivo; busca a excelência; procura sentido por meio das relações interpessoais. Por outro lado, tem a tendência a ser exageradamente intenso e dramático; baixa autoconsciência; temperamental; entedia-se facilmente; é movido por culpa; tem dificuldade em aceitar críticas; é reservado e extremamente crítico com os outros.

O Tipo Investigador – tem sede de conhecimento e recorre ao distanciamento emocional como meio de manter o mínimo envolvimento com os outros. Age crendo que a função do líder é desenvolver uma organização efetiva por meio de pesquisa, deliberação e planejamento, para que todas as partes se encaixem e as pessoas trabalhem pela realização de uma missão comum. Lidera sendo analítico, criterioso, objetivo e sistemático; planeja detalhadamente; lida admiravelmente com situações de crise; é persistente e busca ser especialista em suas atividades. Por outro lado, tem a tendência de ser distante, excessivamente reservado e independente; não diz o que pensa; subestima as relações; não troca as informações; é teimoso e crítico com os outros.

O Tipo Partidário – é dotado de uma mente imaginativa e capaz de antecipar os piores cenários como meio de preparar-se para o caso de algo dar errado. Age crendo que a função do líder é resolver os problemas da organização, criando um ambiente que propicie o processo de solução criativa no qual cada pessoa se sinta parte da solução. Lidera com senso responsável. É prático, cooperativo e estratégico; possui um intelecto afiado; é perseverante; antecipa perguntas ou problemas; é leal. Por outro lado, tem a tendência a ser extremamente preocupado; avesso a ambiguidades; é muito reativo; abnegado demais; excessivamente precavido, indeciso e desconfiado; e projeta os próprios pensamentos nos outros.

O Tipo Entusiasta – precisa do estímulo de novas ideias, novas pessoas e novas experiências; evita a dor e cria planos sofisticados que lhe permitam manter abertas todas as possibilidades. Age crendo que a função do líder é fazer com que as pessoas vibrem e criem inovações para que a organização possa tirar vantagem das grandes oportunidades de negócios. Lidera sendo imaginativo e criativo; entusiasmado; curioso; cativante; multitarefa; imbatível; de mente ágil; ele é capaz de ligar dados desconexos. Por outro lado, tem a tendência a ser impulsivo, dispersivo, rebelde; evita situações dolorosas; é inconstante na sua empatia pelos outros; é reativo a críticas negativas; tem desprezo pela rotina; e racionaliza as experiências negativas.

Não existe um tipo pior e outro melhor para o exercício da liderança. Existe tipo de líder o apropriado para uma dada situação. O que define se o desempenho de uma pessoa com determinada personalidade será bom ou ruim é o nível de saúde psicológica e emocional em que opera. Assim, qualquer programa de aperfeiçoamento de liderança que não trabalhe com os tipos de personalidade e propicie a correlação entre cada tipo e os estilos de liderança está fadado a ter sua eficácia comprometida.

Considere: 1) Com qual dos tipos de personalidade descritos você mais se identifica? 2) Como você lida com os conflitos entre as demandas da função e o “seu jeito” de ser? 3) Como você lida com o conflito entre o “jeito” do seu chefe” e o seu “jeito”?

Faça o Teste de identificação do Tipo de Personalidade como acima exposto segue

Palavras de sabedoria: “Não existe um tipo pior e outro melhor para o exercício da liderança. Existe o tipo de líder o apropriado para uma dada situação”

Sabedoria da palavra:Tornei- me tudo para com todos, para de alguma forma salvar alguns.” (1 Coríntios 9.22)

 

WesleyCaricCol_cViva comPara onde você está indo?paixão

Wesley W. Cavalheiro é Coach Pessoal, Profissional, Executivo e Organizacional e Treinador Comportamental formado pelo Instituto de Formação de Treinadores. Contato: < https://lumen4you.net/contato/ >

 

 

 

Matérias relacionadas e complementares:

Eneagrama: um panorama (1) segue

EnneaLumen segue

Qual o seu Tipo de Personalidade do Eneagrama segue 

Tipo um: a necessidade de ser perfeito segue 

Tipo dois: A necessidade de ser necessário  segue

Tipo Três: A necessidade do sucesso  segue

Tipo Quatro: A necessidade de ser especial  segue 

Tipo Cinco: A necessidade de compreender  segue 

Tipo Seis: A necessidade de segurança  segue 

Tipo Sete: A necessidade de evitar a dor  segue 

Tipo Oito: a necessidade de ser contra  segue 

Tipo Nove: a necessidade de evitar  segue 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s